Contrato da prefeitura de Gandu revela compra de fogos que seriam usados durante o réveillon do ano passado

Segundo revelou Anderson Porto, ex-Diretor de Departamento de Imprensa, os fogos não foram usados por simplesmente não haver necessidade.

Card image

O acordo contratual entre a prefeitura e a empresa DS AUTO SERVICE EIRELE – ME, foi assinado no dia 06 de outubro de 2017 pelo prefeito Leonardo Cardoso. Avaliado estimadamente em R$ 10.050,00 (Dez mil e cinquenta reais), o contrato tinha como objetivo a aquisição de fogos de artifícios para serem usados em eventos culturais, festa da cidade e comemoração de final de ano.

Ao todo foram 7 itens com preços variados, e o mais caro custou aos cofres públicos R$ 560,00 – descrito no contrato como 01 Caixa de “Fogos Art – Torta de 100 tubos de 4 polegadas”.

Dados publicados em um site de transparência pública mostra também que, além de terem sidos licitados, os fogos de artifícios não usados durante o réveillon foram pagos a empresa vencedora da licitação. Ainda segundo dados do site, os pagamentos foram efetuados no mês de novembro de 2017.

Segundo revelou Anderson Porto, ex-Diretor de Departamento de Imprensa, os fogos não foram usados por simplesmente não haver necessidade. “Estão guardados para uma ocasião melhor. Resolvemos guardar os fogos, apenas isso. Estão a nossa disposição. Assim que houver necessidade vamos lá e pegamos, pois, estão pagos!“, disse o mesmo.